Coreia do Norte ameaça boicotar Jogos Asiáticos

Representantes dos dois países se encontraram na quinta-feira, mas a conversa terminou sem acordo

AE, Agência Estado

18 Julho 2014 | 03h09

A Coreia do Norte ameaçou nesta sexta-feira rever a decisão de participar dos Jogos Asiáticos na Coreia do Sul, um dia depois de as conversas sobre o evento ruírem.

O plano de Pyongyang de enviar atletas e líderes de torcida aos jogos faz parte de um pacote de medidas propostas recentemente para aliviar as tensões com Seul. No entanto, muitos sul-coreanos duvidam das intenções do norte, uma vez que o governo da Coreia do Norte está conduzindo um número incomum de testes com lançamentos de mísseis.

Representantes das duas Coreias se encontraram na quinta-feira, em um local próximo da fronteira. As conversas terminaram sem um acordo, incluindo sobre quando irão se encontrar novamente.

A mídia estatal norte-coreana culpou os sul-coreanos pelo fracasso nas negociações. Segundo as reportagens, Seul mostrou preocupação com a segurança por causa do número de atletas norte-coreanos. A agência estatal Korean Central News também publicou que a Coreia do Sul mostrou objeções ao uso de bandeiras muito grandes da Coreia do Norte.

Segundo publicado pela agência, a delegação norte-coreana disse aos sul-coreanos que as objeções têm como único objetivo impedir a participação nos jogos. Os norte-coreanos disseram que irão reavaliar a participação se Seul mantiver esse posicionamento.

A Coreia do Sul negou as acusações. Segundo oficiais da delegação sul-coreana, que falaram na condição de não terem os nomes publicados, Seul se mostrou preocupado com a segurança das líderes de torcida por causa do tamanho das bandeiras. Segundo essas fontes, a Coreia do Norte quer enviar 350 atletas e 350 líderes de torcida aos jogos, programados para ocorrer entre 19 de setembro e 4 de outubro na cidade de Incheon. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Coreias jogos asiáticos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.