AFP PHOTO / Ed JONES
AFP PHOTO / Ed JONES

Coreia do Norte celebra 75 anos do nascimento do ex-líder Kim Jong-il

Neste ano, comemoração acontece em meio a um teste recente de mísseis e do assassinato do irmão do atual mandatário Kim Jong-un

O Estado de S.Paulo

16 Fevereiro 2017 | 14h51

PYONGYANG - A Coreia do Norte comemorou nesta quinta-feira, 16, o 75º aniversário do nascimento do ex-líder Kim Jong-il, uma das maiores festividades no país asiático, que neste ano aconteceu após o último teste de mísseis do regime e o assassinato do irmão do atual líder.

Como é tradição, o líder Kim Jong-un visitou à meia-noite o Palácio do Sol de Kumsusan na capital norte-coreana, e realizou uma solene oferta de flores perante os corpos embalsamados de seu pai e seu avô, Kim Il-sung, fundador do país e da dinastia em 1948.

Kim percorreu junto com o chamado número dois do regime, Hwang Pyong-so, um cômodo do Palácio onde se expõem carros, um vagão de trem e um barco que seu pai utilizou para fazer viagens dentro e fora do país, segundo publicou a agência de notícias estatal do país KCNA.

Além disso, por ocasião do chamado Kwangmyongsongjol (o "Dia da Estrela Brilhante"), foi inaugurado no distrito de Taedonggang de Pyongyang um festival de flores Kimjongilia, híbrido criado expressamente por um botânico japonês, que atraiu um público enorme - mais de 90 mil segundo os guias do recinto.

O Centro de Exibição da Kimilsungia e da Kimjongilia abrigará durante os próximos cinco dias esta mostra composta por mais de 30 mil flores cultivadas e doadas por 87 organizações nacionais e estrangeiras.

Também foram realizadas danças na praça Kim Il-sung, na Avenida Munsu, em frente ao monumento da fundação do Partido dos Trabalhadores.

A festividade nacional termina com uma espetacular queima de fogos em frente ao Rio Taedong, a principal via fluvial que atravessa a capital norte-coreana. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.