Coréia do Norte chama governo japonês de "imbecil"

A Coréia do Norte elevou o tom dos ataques verbais neste sábado ao chamar membros do governo do Japão de "imbecis" e exortou o país a se afastar das negociações sobre as armas nucleares coreanas. As afirmações, divulgadas em nota oficial, foram uma resposta à recusa japonesa em aceitar Pyongyang como uma potência nuclear, uma semana depois de retomarem as negociações internacionais com Estados Unidos, China, Rússia e Coréia do Sul. "Não há necessidade de o Japão participar (das negociações) como representante porque não é mais que um estado dos Estados Unidos e é suficiente a Tóquio serem informados dos resultados por Washington.", declarou na nota o Ministério do Exterior da Coréia. A nota diz que a maior parte da comunidade internacional recebeu de bom grado o retorno das negociações. "Somente o Japão expressou suas más intenções", afirma, referindo-se às afirmações de Tóquio de que não iria aceitar a Coréia como uma potência nuclear. "As autoridades japonesas provaram claramente serem imbecis", diz o ministério na nota, divulgada pela agência de notícias oficial coreana. Mantendo anonimato, um membro do Ministério do Exterior do Japão disse que o governo japonês tinha conhecimento do teor da nota e estava considerando uma resposta. Os Estados Unidos foram acusados pela Coréia do Norte de serem "instigadores de guerras que destroem a paz e segurança na península coreana."

Agencia Estado,

04 Novembro 2006 | 23h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.