Coréia do Norte começa o desmantelamento nuclear

Reator de 5 megawatts da central de Yongbyon e suas 8.000 barras de combustíveis serão desmontados

Efe,

05 de novembro de 2007 | 02h09

A Coréia do Norte começará nesta segunda-feira, 5, a desmantelar suas três principais instalações nucleares como parte do acordo de desnuclearização obtido no diálogo de seis lados com Coréia do Sul, Estados Unidos, Rússia, China e Japão, informou a agência Yonhap. Segundo várias fontes diplomáticas citadas pela Yonhap, o plano de desmantelamento consiste em desmontar o reator de 5 megawatts da central de Yongbyon e suas 8.000 barras de combustíveis, além da desativação de outras duas instalações nucleares localizadas no mesmo local. Na semana passada, um grupo de técnicos dos EUA chegou à Coréia do Norte para iniciar o processo de desnuclearização do país comunista. O principal negociador americano no diálogo nuclear, Christopher Hill, reuniu-se na sexta-feira com seu colega sul-coreano, Chung Yung-woo, para discutir este assunto. Hill reiterou após o encontro com Chun que o assentamento da paz na península será debatido de acordo com o processo de desnuclearização do país comunista. O negociador americano afirmou ainda que a saída do regime norte-coreano da lista dos países que promovem o terrorismo internacional acontecerá de acordo com as bases legais estabelecidas pelos EUA. Recentemente, Pyongyang se comprometeu a desmantelar as três principais instalações nucleares de Yongbyon e a declarar todos os seus programas nucleares antes do dia 30 de dezembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.