Coréia do Norte continua na lista de terrorismo, confirmam EUA

Informação foi dada para o Japão; país poderia sair da lista nesta segunda após entregar declaração nuclear

Efe,

11 de agosto de 2008 | 01h56

A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, assegurou nesta segunda-feira, 11, ao ministro de Relações Exteriores do Japão, Masahiko Komura, que não vai retirar Coréia do Norte da lista de países terroristas na data prevista, segundo informou a agência Kyodo. Komura informou aos jornalistas que esta manhã recebeu a confirmação desta informação por telefone. O presidente americano, George W. Bush, notificou em junho o Congresso dos EUA sua intenção de retirar a Coréia do Norte da lista depois que Pyongyang entregou uma declaração com informação sobre seu potencial nuclear. O prazo para retirar a Coréia do Norte da lista devia começar nesta segunda-feira. No entanto, um funcionário da Casa Branca disse no domingo aos jornalistas em Pequim que a Coréia do Norte ainda não emitiu procedimentos para verificar a informação que entregou em sua declaração nuclear. Por isso, este funcionário assegurou que é razoável dizer que nesta terça-feira não vai acontecer nada. O principal negociador americano para a desnuclearização da Coréia do Norte, Christopher Hill, negociou com a parte chinesa um consenso sobre o procedimento de verificação do potencial nuclear norte-coreano. Bush visitou a Coréia do Sul há uma semana, onde pressionou Pyongyang para que deixe verificar a informação sobre a declaração nuclear e possa ser retirada do "eixo do mal".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.