Coreia do Norte critica chegada de porta-aviões dos EUA

A Coreia do Norte criticou a chegada do porta-aviões norte-americano USS Nimitz na Coreia do Sul, fato que definiu como uma provocação "extremamente imprudente" e um ensaio para a guerra contra o Estado comunista. O grupo de ataque naval norte-americano chegou ao porto de Busan, no sábado, 11, para participar de treinos militares, o que tem enfurecido a Coreia do Norte.

Agência Estado

12 de maio de 2013 | 13h26

"O exercício naval conjunto envolvendo armas, incluindo o porta-aviões nuclear, é uma chantagem contra nós, e demonstra que a tentativa de invadir nosso país atingiu um nível extremamente imprudente", afirmou o Comitê do Norte para a reunificação Pacífica da Coreia.

"O risco de uma guerra nuclear na península aumentou ainda mais devido à prática de guerra nuclear dos EUA e das forças inimigas do Sul", disse o comitê em um comunicado divulgado pela agência oficial KCNA.

O último exercício naval conjunto entre os dois aliados está previsto para acontecer na costa leste da Coreia do Sul de segunda-feira à terça-feira, informou a agência de notícias Yonhap, citando um funcionário não identificado de Seul. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteEUAporta-aviões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.