Coreia do Norte critica exercícios militares de Seul

A Coreia do Norte criticou os exercícios militares conjuntos da Coreia do Sul com os EUA nesta terça-feira. O Comitê de Pyongyang para a Reunificação Pacífica da Coreia quebrou o silêncio e chamou o treinamento de "um grande exercício de guerra anti(Coreia do Norte)" e advertiu, sem dar mais detalhes, que Seul poderia enfrentar uma "consequência incontrolavelmente catastrófica".

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2013 | 05h57

A Coreia do Norte normalmente fala com uma retórica belicosa contra qualquer exercício da Coreia do Sul e dos EUA, pois os considera como um ensaio para a invasão. Mas Pyongyang não fez quaisquer declarações duras contra os treinamentos dos Estados Unidos e da Coreia do Sul, que começaram na segunda-feira.

Um porta-voz não identificado do comitê norte-coreano também acusou a presidente Park Geun-hye, da Coreia do Sul, de fazer comentários "belicosos" na segunda-feira. O porta-voz disse que os comentários da presidente prejudica "a atmosfera duramente conquistada para o diálogo" entre as duas Coreias.

O escritório de Park não confirmou os comentários atribuídos a ela, mas o Ministério da Unificação do Sul chamou a crítica do Norte contra os exercícios "de a mesma velha retórica" e exortou o país a agir com responsabilidade. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
coreiasmilitar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.