Coreia do Norte detém barco de pesca da Coreia do Sul

Embarcação sul-coreana teria invadido águas norte-coreanas por erro no sistema de navegação

30 de julho de 2009 | 05h31

Um barco pesqueiro sul-coreano foi detido nesta quinta-feira, 30, por autoridades da Coreia do Norte depois de supostamente ter atravessado a fronteira marítima entre os dois países, segundo autoridades da Coreia do Sul. Um porta-voz do Exército sul-coreano afirmou que o barco teria cruzado a fronteira acidentalmente e entrado cerca de 13 quilômetros em águas do país vizinho por causa de um erro no equipamento de navegação.

 

Veja também:

especialEspecial: As origens do impasse norte-coreano

especialEspecial: As armas e ambições das potências nucleares

especialLinha do tempo da ameaça nuclear norte-coreana

lista Conheça o arsenal de mísseis norte-coreano

 

O governo da Coreia do Sul exigiu o imediato retorno do barco e de sua tripulação de quatro integrantes, mas não houve resposta imediata do país vizinho. O barco de pesca de lulas supostamente se afastou de sua rota por causa de um problema no sistema GPS, disse o gabinete. "Imediatamente fizemos uma transmissão por rádio à Marinha norte-coreana, pedindo a volta do barco de pesca perdido da Coreia do Sul, mas não houve resposta", disse um porta-voz do gabinete.

 

Segundo a BBC, há temores de que a tensão entre os dois países possa complicar ainda mais o retorno da embarcação, principalmente depois do recente teste nuclear realizado pela Coreia do Norte e do apoio da Coreia Sul às sanções impostas pela comunidade internacional.

 

Acidentes similares foram resolvidos com sucesso entre os dois países. Em 2006, a Coreia do Norte devolveu uma embarcação sul-coreana depois de 18 anos dias de detenção em um porto. A Coreia do Sul afirmou que devolveu um barco norte-coreano depois de um incidente similar no início deste mês. Mas o Norte é acusado de sequestrar deliberadamente centenas de pescadores sul-coreanos durante anos após a guerra na Coreia.

 

Além disso, o governo norte-coreano detém, há quatro meses, um trabalhador da Coreia do Sul que trabalhava no parque industrial conjunto, acusado de insultar o sistema político do Norte.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteCoreia do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.