Coreia do Norte determina quarentena para estrangeiros

A Coreia do Norte anunciou nesta quinta-feira que vai colocar estrangeiros em quarentena durante 21 dias a fim de evitar a propagação do ebola, embora nenhum caso da doença tenha sido relatado no país ou em qualquer lugar na Ásia e muito poucos estrangeiros sejam autorizados a entrar em território nacional.

Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2014 | 15h35

De acordo com o anúncio feito para as missões diplomáticas em Pyongyang, independentemente do país ou região de origem, todos os estrangeiros ficarão em quarentena sob observação médica por 21 dias. Estrangeiros de áreas afetadas ficarão em áreas isoladas.

Visitas turísticas para a Coreia do Norte foram interrompidas na semana passada, de modo que poucos visitantes devem estar no país. Não ficou claro se turistas que ficarão menos de 21 dias no país teriam de permanecer durante o período de quarentena.

Durante o surto de síndrome respiratória aguda grave (SARS), em 2003, a Coreia do Norte também fechou suas fronteiras por vários meses, mas aquela era uma ameaça muito mais óbvia. A epidemia atingiu a China e a maioria dos voos para a Coreia do Norte vêm de Pequim. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do Norteebola

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.