AP
AP

Coreia do Norte diz aos EUA que está pronta para discutir desnuclearização

Negociações para promover encontro presencial entre Trump e Kim Jong-un avançam

O Estado de S. Paulo

08 Abril 2018 | 18h59

Fontes da Casa Branca disseram que a Coreia do Norte informou aos Estados Unidos que o ditador Kim Jong-un garantiu estar preparado para discutir a desnuclearização na Península Coreana, deixando livre o caminho para um encontro entre ele e o presidente americano, Donald Trump.

Os funcionários americanos não disseram quando e como essa garantia foi entregue, mas as autoridades norte-americanas e norte-coreanas estiveram em comunicação. "Os EUA confirmaram que Kim Jong-un está disposto a discutir a desnuclearização da Península Coreana", disse uma autoridade do governo Trump neste domingo.

+ EUA impõem sanções a oligarcas russos por "atividades maliciosas"

As esperanças de um avanço nas conversas que poderia encerrar mais de seis décadas de animosidade na Península Coreana aumentaram no mês passado, quando o conselheiro de segurança nacional sul-coreano, Chung Eui-yong, disse à Casa Branca que a Coreia do Norte estava preparada para negociar a questão nuclear.

Durante semanas, no entanto, as autoridades norte-americanas não ouviram nada dos norte-coreanos, levantando preocupações de que o governo sul-coreano, ansioso por reduzir as tensões na região, tivesse exagerado a disposição de Pyongyang de colocar seu arsenal nuclear na mesa de negociações.

+ Acidente de ônibus mata 14 jogadores de hóquei no Canadá

A garantia norte-coreana não significa que as negociações serão necessariamente bem-sucedidas. Pyongyang indicou que o progresso em direção à desnuclearização deve prosseguir em fases sincronizadas com as concessões diplomáticas e econômicas do lado americano./DOW JONES NEWSWIRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.