Agência de Notícias Central Norte-coreana / KCNA
Agência de Notícias Central Norte-coreana / KCNA

Coreia do Norte diz que objetivo do programa nuclear está 'quase concluído'

Segundo líder norte-coreano, país busca 'equilíbrio' na força militar com os Estados Unidos

O Estado de S.Paulo

16 Setembro 2017 | 19h16

SEUL - O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, afirmou que o objetivo do programa nuclear de seu país está "quase concluído", informou neste sábado a agência estatal de notícias KCNA. 

Kim disse que a Coreia do Norte quer alcançar um “equilíbrio” de força militar com os Estados Unidos. “Nosso objetivo é estabelecer o equilíbrio da força real com os EUA e fazer com que os governantes norte-americanos não se atrevam a falar sobre uma opção militar”.

Os Estados Unidos, por sua vez, já disseram que a paciência para diplomacia está acabando após Pyongyang disparar um míssil cruzando o Japão pela segunda vez em menos de um mês. “Para aqueles que comentaram a falta de uma opção militar, há essa opção”, disse o conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, H. R. McMaster, acrescentando que não seria a escolha preferida da administração Trump.

Também na sexta-feira, o Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) condenou os lançamentos. A ONU já havia intensificado sanções contra o país em resposta a um teste de bomba nuclear em 3 de setembro. A embaixadora norte-americana nas Nações Unidas, Nikki Haley, fez coro ao forte posicionamento de McMaster.

“O que estamos vendo é que eles continuam a ser provocativos, a ser imprudentes e nesse ponto não há muito o que o Conselho de Segurança será capaz de fazer a partir daqui, quando já cortou 90 por cento do comércio e 30 por cento das exportações de petróleo da Coreia do Norte”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.