Coréia do Norte estuda reação a escudo antimísseis dos EUA

O Governo Bush consida "fracassados" os acordos para reduzir as tensões

Agencia Estado

19 Junho 2007 | 11h05

A Coréia do Norte condenou o desenvolvimento de um sistema defensivo antimísseis americano e afirmou que está se vendo obrigada a estudar medidas contra a ameaça dos Estados Unidos, informou a agência sul-coreana "Yonhap"."Os EUA dizem que seu sistema defensivo antimísseis é para se proteger dos ataques norte-coreanos e iranianos, mas isso é uma desculpa infantil", disse um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Coréia do Norte.As declarações foram dadas à agência oficial de informação do regime norte-coreano, a "KCNA"."Como os esforços dos EUA intensificam uma corrida armamentista, nós nos vemos forçados a fortalecer nossa capacidade de dissuasão militar para a autodefesa", acrescentou a fonte.O Ministério de Relações Exteriores norte-coreano afirmou ainda que os americanos tiveram muitas oportunidades de "resolver o problema dos mísseis de forma dialogada, e não usando todo o seu capital".O Governo de George W. Bush considerou "fracassados" os acordos para reduzir as tensões entre EUA e Coréia do Norte, devido às constantes demoras do regime norte-coreano para desmantelar seu programa nuclear, segundo a "Yonhap".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.