Coreia do Norte faz novas ameaças a Coreia do Sul

A Coreia do Norte está cancelando a linha direta e o pacto de não-agressão que mantinha com a Coreia do Sul, segundo um comunicado divulgado nesta quinta-feira, reiterando ameaças anteriores em reação a votação do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) que lhe impôs novas sanções por causa do terceiro teste nuclear.

AE, Agência Estado

07 de março de 2013 | 23h13

A declaração do Norte ocorre depois que o conselho definiu novas sanções contra a economia e a liderança da Coreia do Norte. O país de Kim Jong-Un já havia ameaçado realizar um ataque nuclear "preventivo" contra os Estados Unidos.

A Coreia do Norte alega que vai retaliar com fortes ataques se os inimigos invadirem seu território. O país também afirma que está anulando acordos nucleares realizados no passado entre o Norte e a Coreia do Sul.

A Coreia do Norte disse anteriormente que estava cancelando sua linha direta com os Estados Unidos e o armistício que encerrou a Guerra da Coreia, em 1953. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
coreia do nortecoreia do sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.