Coréia do Norte fortacele programa armamentista

Um dia depois de o presidente dos EstadosUnidos, George W. Bush, ter exortado outros países a seguirem oexemplo da Líbia e abandonarem o desenvolvimento de armasnucleares, a Coréia do Norte - que recentemente retomou seuprograma nuclear - divulgou neste sábado que, pelocontrário, fortalecerá seus programas de armas de dissuasão. Segundo a agência de notícias norte-coreana KCNA, a decisãonorte-coreana foi tomada por causa da iniciativa do governo Bushde desenvolver armas nucleares leves - programa para o qualdestinou cerca de US$ 15 milhões do orçamento de defesa para2004. "O governo Bush adotou a política de usar ataques preventivosnucleares contra certos países após chegar ao poder", assinaloua KCNA. "Não é segredo que a Coréia do Norte e outros seispaíses são alvos (em potencial) dos ataques nuclearespreventivos (dos EUA)", acrescentou a agência, sem especificaros outros países. A KCNA também denunciou a medida dos EUA como"uma grave desafio para a luta humana pela paz".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.