Coréia do Norte interrompe contatos militares com EUA

Através da agência de notícias oficial do país, a Coréia do Norte afirmou nesta quarta-feira que vai interromper os contatos regulares entre os oficiais do seu país e o comando das Nações Unidas, liderado pelos Estados Unidos na Coréia do Sul. Segundo o comunicado, os Estados Unidos ameaçam o governo de Pyongyang quando reforça suas tropas na região e com manobras militares realizadas no território sul-coreano. O delegado chefe do Exército norte-coreano informou que não deverá enviar um representante ao encontro regular no posto de controle da fronteira de Panmunjom. Os dois países se reúnem regularmente na zona desmilitarizada entre as duas coréias para discutir assuntos relacionados com o armistício de 1953, que pôs fim a Guerra da Coréia. Em outubro do ano passado a tensão entre Estados Unidos e Coréia do Norte se intensificou depois que o governo de Pyongyang admitiu a existência de um programa secreto de armas nucleares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.