David Guttenfelder/AP
David Guttenfelder/AP

Coreia do Norte jura defender novo líder 'até a morte'

Em mensagem de ano novo, governo afirma que país entra em período de prosperidade em 2012

Associated Press

31 de dezembro de 2011 | 20h14

PYONGYANG O governo da Coreia do Norte informou neste domingo, 1º, durante a transmissão da mensagem de ano novo anual, que vai direcionar todos os seus esforços para a prosperidade, com o povo, o partido comunista e o povo prontos para defender Kim Jong-un, o novo líder da nação, "até a morte".

 

A mensagem de Pyongyang, divulgada pela agência estatal de notícias, é transmitida no momento em que o país vive o início de uma nova era, com o estabelecimento do filho de Kim Jong-il, morto em dezembro, como o Supremo Comandante militar e do partido governante.

 

O ano também marcará a história da Coreia do Norte, prosseguiu a agência, em seu trabalho para a construção de uma "grande e próspera nação". Em abril de 2012 o país celebra os cem anos do nascimento de seu fundados, Kim Il-sung, avô do atual líder.

 

"Glorifiquem este ano de 2012 como um ano de vitórias orgulhosas, um ano em que uma era de prosperidade se desdobrará. Todo o Partido, o Exército e o povo devem ter a firme convicção de que serão escudos humanos para defender Kim Jong0Un até a morte", afirma a mensagem.

 

A mensagem de ano novo da Coreia do Norte é sempre encarada como uma pista dos planos do país para o período. A transmissão ganha importância em 2012, uma vez que ocorre duas semanas após a morte de Kim Jong-il. 

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteKim Jong-unÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.