Coréia do Norte libera entrada de inspetores da ONU

A Coréia do Norte suspendeu sua proibição à presença de inspetores nucleares da Organização das Nações Unidas (ONU) e voltou a liberar o acesso à usina de plutônio utilizada para a realização do teste de uma bomba atômica, disseram hoje diplomatas em Viena.Trata-se de um forte indício de que a Coréia do Norte está a caminho de voltar a honrar o acordo com China, Coréia do Sul, Estados Unidos, Japão e Rússia para desabilitar definitivamente seu programa nuclear bélico em troca de concessões políticas e ajuda energética.Até o fim da semana passada, Pyongyang ameaçava reativar sua usina de reprocessamento de plutônio em Yongbyon. Os lacres da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) chegaram a ser removidos e os inspetores da entidade foram proibidos de monitorar o local.Ontem, porém, a Coréia do Norte anunciou que retomaria o desmantelamento em troca das promessas de concessões políticas e ajuda energética. No sábado, o Departamento de Estado dos EUA anunciou a retirada da Coréia do Norte de uma lista de governos acusados de "patrocinar o terrorismo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.