Coreia do Norte nega culpa por acidente com navio

A Coreia do Norte afirmou em uma nota que os sul-coreanos estão responsabilizando falsamente o país pela explosão ocorrida em 26 de março no navio Cheonan, pertencente à Coreia do Sul. Pelo menos 38 pessoas morreram no incidente e oito tripulantes continuam desaparecidos.

AE-AP, Agência Estado

17 de abril de 2010 | 11h29

Em nota divulgada pela agência de notícias estatal da Coreia do Norte, uma autoridade militar que não foi identificada afirmou que Seul está espalhando rumores para fortalecer a posição do partido da situação sul-coreana antes das eleições e para agravar as sanções internacionais impostas aos norte-coreanos. "Aqueles que promovem a guerra estão ficando cada vez mais explícitos em seus movimentos para ligar o acidente ao Norte, embora o acidente tenha sido causado por culpa deles", acrescentou.

O comentário marcou a primeira resposta oficial da Coreia do Norte ao naufrágio do Cheonan. Anteriormente, reportagens da mídia sul-coreana afirmaram que as autoridades norte-coreanas garantiram à China não haver envolvimento da Coreia do Norte no desastre.

Seul não culpou abertamente a Coreia do Norte pelo ocorrido, mas o investigador sul-coreano Yoon Duk-yong, encarregado de analisar o incidente, afirmou na sexta-feira que a causa da explosão provavelmente foi externa. As autoridades sul-coreanas não descartaram a possibilidade de uma mina ou de um torpedo ter atingido o navio, que no momento da explosão patrulhava uma área fronteiriça entre as duas Coreias. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NortenavioCoreia do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.