Korean Central News Agency/Korea News Service via AP
Korean Central News Agency/Korea News Service via AP

Coreia do Norte obteve motores de mísseis em mercado paralelo, diz relatório

Motores de foguete com propulsão líquida lembram o soviético RD-250 e provavelmente foram adquiridos por meio de canais ilícitos originários da Ucrânia e da Rússia

O Estado de S.Paulo

14 Agosto 2017 | 20h23

O rápido avanço do programa de mísseis balísticos intercontinentais da Coreia do Norte levantou dúvidas sobre como o regime do país obteve motores de foguete soviéticos de forma ilícita da Ucrânia e da Rússia.

Os motores de foguete com propulsão líquida que a Coreia do Norte vem usando em testes recentes lembram o soviético RD-250 e provavelmente foram adquiridos por meio de canais ilícitos originários da Ucrânia e da Rússia, onde foram projetados, segundo um relatório do Instituto Internacional de Estudos Estratégicos.

"A fonte real, para mim, ainda é uma questão em aberto", disse Michael Elleman, especialista em fabricação de mísseis e autor do relatório. Segundo ele, é improvável que os governos da Ucrânia e da Rússia tenham qualquer conhecimento sobre a venda de um motor de foguete para a Coreia do Norte e reiterou que o regime de Kim Jong-un conseguiu de alguma maneira os motores de forma ilegal. / Dow Jones Newswires

Mais conteúdo sobre:
Coreia do Norte [Ásia]Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.