Coréia do Norte pede ao Japão que esqueça os seqüestrados

A Coréia do Norte pediu nesta terça-feira, 20, ao Japão que pare de insistir no tema dos japoneses seqüestrados e cumpra o acordo assinado em Pequim no diálogo de seis lados para a desnuclearização da península coreana.A Coréia do Norte afirmou ainda que o problema de seqüestrados já está resolvido e exigiu que o Japão indenize as vítimas dos crimes cometidos durante a colonização japonesa durante a primeira metade do século XX.Segundo a Agência Central de Notícias norte-coreana (KCNA), o regime comunista criticou Tóquio por considerar a insistência algo "proposital" do setor mais à direita do governo japonês, que não deseja a desnuclearização da península e a normalização das relações diplomáticas.Representantes dos dois países estão reunidos em Pequim para mais uma nova rodada do diálogo de seis lados, do qual também participam Coréia do Sul, China, Rússia e Estados Unidos.Este mês, Coréia do Norte e Japão fracassaram na tentativa de chegar a um consenso no grupo de trabalho convocado em Hanói com a intenção de normalizar as relações entre os dois países.O Japão tem reafirmado que não oferecerá ajuda à Coréia do Norte enquanto não se resolver o problema dos japoneses seqüestrados pela espionagem norte-coreana.Pyongyang lembra que a ajuda faz parte do acordo multilateral de 13 de fevereiro, em troca do fim do programa nuclear norte-coreano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.