Coreia do Norte promete agir contra sanções dos EUA

Um porta-voz do ministério de Relações Exteriores da Coreia do Norte acusou hoje os EUA de planejarem, para amanhã, exercícios navais conjuntos com a Coreia do Sul e também anúncios de novas sanções contra a Coreia do Norte após o afundamento de um navio de guerra sul-coreano em março.

AE-DJ, Agência Estado

24 de julho de 2010 | 12h19

"Já que os EUA optaram por provocações militares e sanções contra nós, vamos intensificar nossa reação nuclear de todo o modo possível e dar uma forte reposta física", disse o porta-voz, de acordo com a agência de notícias Korean Central. O porta-voz, no entanto, não deu detalhes sobre quais respostas seriam essas.

Em reação, o governo norte-americano pediu à Coreia do Norte que evite usar "palavras de provocação". "Não estamos interessados em uma guerra de palavras com a Coreia do Norte", disse o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Philip Crowley. "O que precisamos da Coreia do Norte é de menos palavras e provocação e mais ação construtiva". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreiaacusações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.