Coreia do Norte promete lançar foguete no próximo mês

A Coreia do Norte informou hoje que lançará, no próximo mês, um foguete para colocar um satélite em órbita. A ação violaria a proibição imposta pela ONU após lançamentos anteriores. O evento, agendado entre 12 e 16 abril, irá marcar o 100º aniversário de nascimento do líder fundador do país comunista, Kim Il Sung.

DOW JONES, Agência Estado

16 de março de 2012 | 02h10

Conforme um porta-voz do Comitê Norte-Coreano de Tecnologia Espacial, o foguete Unha-3 irá lançar um satélite de observação da Terra conhecido como Kwangmyongsong-3. Segundo a agência estatal oficial de notícias, esses satélites são indispensáveis para o desenvolvimento econômico do país e estão em linha com a política de uso pacífico do espaço.

O governo norte-coreano informou ainda que o lançamento "irá encorajar muito o Exército e o povo...na construção de uma nação próspera". Além disso, foi escolhida "uma órbita de voo seguro, para que os restos do foguete lançado não causem qualquer impacto sobre os países vizinhos". A Coreia do Norte prometeu respeitar as normas internacionais.

Os norte-coreanos usaram argumentos semelhantes para justificar o lançamento de um foguete de longo alcance em 5 de abril de 2009, dizendo que iriam colocar um satélite no espaço. O movimento, contudo, acabou condenado pelo Conselho de Segurança da ONU e trouxe um endurecimento das sanções ao país asiático.

O Japão já reagiu à intenção da Coreia do Norte. Um alto funcionário do Ministério das Relações Exteriores disse que o lançamento do satélite é uma violação à resolução do Conselho de Segurança da ONU. Os japoneses vão discutir a questão com os Estados Unidos e a Coreia do Sul.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do Nortefoguetesatélite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.