Coreia do Norte propõe negociações com a Coreia do Sul

A Coreia do Norte propôs iniciar negociações com a Coreia do Sul sobre uma série de questões que vão desde a reabertura do complexo industrial intercoreano fechado por causa de tensões militares até retomar processos de reunião de famílias divididas entre os dois países.

AE, Agência Estado

06 de junho de 2013 | 01h22

A proposta foi feita em um comunicado do Comitê para a Reunificação Pacífica da Coreia (CPRK, na sigla em inglês), após meses de tensões militares desencadeadas pelo teste nuclear da Coreia do Norte em fevereiro.

O CPRK, órgão do Estado responsável pelas relações com o Sul, não especificou em que nível as negociações devem ocorrer, mas disse que o local e a data "podem ser definidos de acordo com o lado Sul".

Assuntos iniciais para discussão incluiriam o futuro da zona industrial de Kaesong, que foi fechada por causa da escalada de tensões, e a possível retomada de viagens transfronteiriças para o Monte Kumgang, do Norte, disse o CPRK.

"Tais questões humanitárias, como o reencontro de famílias divididas e seus familiares podem ser discutidas nas negociações, se necessário", disse o comunicado divulgado pela agência oficial de notícias norte-coreana.

A Coreia do Sul já havia oferecido realizar negociações sobre Kaesong, mas estipulou que a agenda deveria ser limitada à recuperação de matérias-primas e produtos acabados deixados pelos gerentes de fábricas sul-coreanas deixados no complexo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
coreiaisnegociações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.