Coreia do Norte reabre em parte sua fronteira com o Sul

Pyongyang permitirá a saída dos sul-coreanos presos no complexo industrial de Kaesong

Efe,

16 de março de 2009 | 00h46

O governo da Coreia do Norte disse nesta segunda-feira, 16, que permitirá a saída dos sul-coreanos presos no complexo industrial de Kaesong depois que o regime comunista fechou na semana passada a fronteira terrestre com seu vizinho do sul.

 

Veja também:

linkCoreia do Sul exige que Norte reabra fronteira

linkJapão diz que pode derrubar foguete norte-coreano

linkSeul ameaça Pyongyang por lançamento de satélite

linkCoreia do Norte promete lançar satélite no início de abril

linkConheça o arsenal de mísseis norte-coreano

 

Segundo um funcionário do Ministério da Unificação sul-coreano citado pela agência Yonhap, a Coreia do Norte avisou a seu vizinho que reabrirá sua fronteira terrestre para permitir a saída dos sul-coreanos, embora sem autorizar a entrada no país de pessoas procedentes do sul.

 

Pyongyang fechou na segunda-feira passada todas as passagens da fronteira terrestre com o sul e bloqueou a rede de telecomunicações militares com Seul, a única que ficava aberta até agora entre os dois países e vital para o trânsito na fronteira entre os dois países.

 

A medida foi tomada em protesto pelas manobras militares conjuntas realizadas pelos militares da Coreia do Sul e dos EUA na península, consideradas por Pyongyang como um teste de uma invasão a seu país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.