Coreia do Norte reabre hoje fronteira a trabalhadores do Sul

Fechamento é um protesto contra as manobras militares conjuntas da Coreia do Sul e dos EUA

Efe,

17 de março de 2009 | 01h07

A Coreia do Norte reabrirá, apenas nesta terça-feira, 17, sua fronteira com o Sul, o que permitirá a entrada e a saída dos trabalhadores sul-coreanos do complexo industrial de Kaesong, informou a agência de notícias local Yonhap.

 

Veja também:

linkCoreia do Norte permite regresso parcial de sul-coreanos

linkCoreia do Sul exige que o Norte pague custos do bloqueio

lista Conheça o arsenal de mísseis norte-coreano

 

O porta-voz do Governo sul-coreano, Lee Jong-joo, confirmou que a Coreia do Norte avisou esta manhã sobre a reabertura da fronteira para permitir o acesso dos empregados do conglomerado industrial, que fica na divisa norte-coreana.

 

Em 9 de março, Pyongyang fechou a fronteira com a Coreia o Sul e só permitiu a passagem de pessoas em alguns momentos.

 

Isso dificulta o funcionamento do conglomerado, em que 90 empresas sul-coreanas contratam mão-de-obra norte-coreana, pois impedia a entrada de materiais que deveriam chegar da Coreia do Sul.

 

O fechamento da fronteira foi em protesto contra as manobras militares conjuntas que Coreia do Sul e Estados Unidos fazem na península até o dia 20, o que Pyongyang considera um teste para uma invasão de seu território.

 

Na segunda-feira, a Coreia do Norte já havia reaberto parcialmente a fronteira para permitir a saída de 400 sul-coreanos que estavam em Kaesong.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteCoreia do Sultensão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.