Coreia do Norte realiza teste nuclear subterrâneo

A Coreia do Norte anunciou nesta segunda-feira que realizou com sucesso um teste nuclear subterrâneo, semanas depois de ameaçar restabelecer seu programa atômico. A Agência de Notícias Central Coreana, órgão estatal, disse que o teste faz "parte das medidas para sua linha de autodefesa nuclear".

AE-AP/DOW JONES, Agencia Estado

25 de maio de 2009 | 02h27

O presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, convocou uma reunião de emergência da área de segurança, depois de formar uma "equipe de gerenciamento de crise", formada por militares de alta patente.

Sismologistas dos EUA, da Coreia do Sul e do Japão registraram um terremoto na área nordeste da península coreana, onde a Coreia do Norte realizou um teste nuclear em 2006. Segundo a Pesquisa Geológica dos EUA, foi registrado um terremoto de 4,7 graus na escala Richter às 9h54, hora local (21h54 de Brasília). O terremoto, medido numa profundidade de 10 km abaixo da superfície, ocorreu 70 km a noroeste da cidade de Kimchaek.

A Coreia do Norte já havia realizado um teste nuclear em outubro de 2006 em Kilju, o que provocou sanções das Nações Unidas e levou cinco países a negociar com o governo norte-coreano um acordo de desarmamento em troca de ajuda.

Em Washington, a porta-voz do Departamento de Estado, Andy Laine, disse que o governo dos EUA não tinha confirmação de um novo teste nuclear. Já o chefe de gabinete do governo japonês, Takeo Kawamura, disse que o país nunca vai tolerar o teste nuclear da Coreia do Norte e tomará medidas decisivas. O Ministério do Exterior da Rússia manifestou "preocupação" com o teste nuclear, mas disse que ainda está examinando a situação. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do Nortenuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.