Coréia do Norte recua e diz que aceita diálogo

A Coréia do Norte disse nesta terça-feira que está disposta a resolver a crise em torno de seu programa nuclear ?por meio do diálogo?, num aparente recuo da posição anunciada após uma cúpula internacional em Pequim, semana passada. Ao final da reunião, os norte-coreanos declararam o diálogo desnecessário e afirmaram que se viam forçados a desenvolver uma força de ?dissuasão nuclear?.Nesta terça-feira, a agência de notícias estatal KCNA repetiu as ameaças de o país ampliar sua capacidade militar na área atômica, mas também declarou a disposição do governo de continuar negociando. ?Não mudamos nossa vontade firme de resolver o problema nuclear entre a RPDC e os Estados Unidos por meio do diálogo?. RPDC significa República Popular Democrática da Coréia, o nome oficial do país.Semana passada, representantes dos EUA, das duas Coréias, do Japão, da Rússia e a China se reuniram em Pequim para discutir formas de pôr fim à crise nuclear. Depois do encontro, a Coréia do Norte afirmou não ter mais ?interesse ou expectativa? em conversações do tipo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.