Coreia do Norte se recusa a negociar com vizinho do Sul

Seul e Pyongyang estão tentando estabelecer o formato e as datas para dialogar sobre o complexo industrial

Efe,

09 de maio de 2009 | 06h54

A Coreia do Norte disse neste sábado, 9, que não existe a possibilidade de um diálogo entre as duas Coreias devido à atitude do governo do presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, informou a agência sul-coreana Yonhap.

 

"Não existe sequer a necessidade de considerar manter conversas entre o Norte e o Sul enquanto o grupo de Lee Myung-bak continuar tentando caluniar publicamente nossa república" informou a agência norte-coreana KCNA, tomando como base um comunicado do norte-coreano Comitê para a Reunificação.

 

As declarações aparecem justamente quando Seul e Pyongyang estão tentando estabelecer o formato e as datas para dialogar, possivelmente durante a próxima semana, sobre o futuro do complexo industrial conjunto de Kaesong (Coreia do Norte).

 

Fontes do Ministério da Unificação sul-coreano asseguraram à Yonhap, que não afetarão as conversas sobre Kaesong, que começaram com uma primeira reunião em 21 de abril.

 

Segundo a fonte governamental, o comunicado norte-coreano não se refere às conversas sobre o complexo industrial, já que estas fazem parte de outras negociações intercoreanas.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteCoreia do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.