Coréia do Sul alerta contra tentar mudar regime na Coréia do Norte

Tentar forçar uma mudança de regime na Coréia do Norte aumentará a tensão militar e encorajará o Estado comunista a manter o programa nuclear, advertiu hoje o ministro do Exterior da Coréia do Sul, Yoon Young-kwan. Ele, disse que os Estados Unidos garantiram não ter intenção de atacar a Coréia do Norte ou forçar uma mudança de governo, apesar de alguns oficiais dos EUA quererem o fim do regime de Kim Jong Il."Se a Coréia do Norte acreditar que os Estados Unidos e o mundo exterior buscam mudanças dramáticas contra a vontade do Norte, ela provavelmente nunca abrirá mão de sua opção nuclear", disse Yoon num fórum em Seul. "Pelo contrário, ela vai se apegar mais desesperadamente à opção nuclear como último recurso". Segundo Yoon, a opinião pública sul-coreana rejeita qualquer "medida radical" contra a Coréia do Norte, o que aumentaria a tensão militar.Os EUA, China, Rússia e Japão e as duas Coréias se reuniram em Pequim no mês passado a fim de tentar aliviar a tensão envolvendo o suposto programa de armas nucleares do Norte. A reunião terminou sem definição sem a data de um novo encontro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.