Coreia do Sul confirma o quinto caso de febre aftosa

Doença já provocou um prejuízo de mais de 200 milhões de euros entre 2000 e 2002

Efe

19 de janeiro de 2010 | 04h07

As autoridades sul-coreanas confirmaram nesta quarta-feira, 19, o quinto caso de febre aftosa no norte do país, segundo informou a agência de notícias local Yonhap. Este novo caso foi detectado em uma fazenda localizada em Yeochon, a 50 quilômetros ao norte de Seul e a 10 do primeiro foco da epidemia, dia 7 deste mês.

 

De acordo com o Ministério da Agricultura da Coreia do Sul, quatro vacas desta fazenda deram positivo ao teste realizado. E por este motivo, as autoridades ordenaram sacrificar 35 cabeças de gado desta fazenda, e outras 28 de um centro situado próximo ao local. Além de proibirem o tráfego de animais em um raio de 10 quilômetros.

 

O país foi muito afetado por um surto de febre aftoso entre 2000 e 2002, quando as autoridades tiveram de sacrificar milhares de animais e colocar centenas de fazendas em quarentena. Nesta época as perdas superaram os 200 milhões de euros para os cofres públicos.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do Sul, febre aftosa, epidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.