Coreia do Sul e EUA começam manobras militares em clima de tensão

Atividades acontecem sob ameaça de um contra-ataque da Coreia do Norte, acusada de atingir a embarcação sul-coreana Cheonan

Efe

16 de agosto de 2010 | 00h52

SEUL - Os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos iniciaram nesta segunda-feira, 16, (horário local) suas manobras militares anuais no meio do clima de tensão com a Coreia do Norte por causa do afundamento em março da corveta sul-coreana Cheonan.

Os exercícios se prolongarão durante 11 dias ao sul da Península de Coreia e dele participarão 56 mil soldados sul-coreanos e 30 mil americanos, segundo informou a agência sul-coreana Yonhap.

Como já é habitual cada vez que acontecem estas manobras anuais, a Coreia do Norte ameaçou através da agência estatal KCNA com "um contra-ataque sem piedade", já que na sua opinião os exercícios são um ensaio de invasão do país comunista.

As manobras, chamadas "Ulchi Freedom Guardian", acontecem pouco depois que no final de julho EUA e Coreia do Sul realizaram quatro dias de manobras conjuntas em grande escala no Mar do Leste (Mar do Japão).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.