Jason Lee/Reuters
Jason Lee/Reuters

Coreia do Sul e EUA concordam em 'medidas punitivas rápidas' contra Pyongyang

Anúncio foi feito após representante da Coreia do Norte afirmar que país levará adiante o programa nuclear e os testes de mísseis de longo alcance

O Estado de S.Paulo

27 Abril 2017 | 04h11

SEUL/WASHINGTON - A Coreia do Sul e os Estados Unidos concordaram na quinta-feira, 27, em "medidas punitivas rápidas" contra a Coreia do Norte após mais provocações. Um oficial do país prometeu levar adiante o programa nuclear e os testes de mísseis para combater os "atos hostis" dos EUA.

Por conta da escalada de tensão sobre as armas nucleares e os mísseis de longo alcance de Pyongyang, a Coreia do Sul disse que a instalação do sistema antimísseis está avançando, um dia após forte oposição da China.  

"Os dois lados concordaram que a provocação estratégica da Coreia do Norte deve receber rapidamente medidas punitivas, incluindo uma nova resolução do Conselho de Segurança da ONU que será insuportável", afirmou a presidência da Coreia do Sul.  

Estados Unidos e Coreia do Norte intensificaram alertas para ambos os lados nas últimas semanas a respeito do desenvolvimento de armas nucleares e mísseis em desafio às resoluções da ONU. 

A ameaça da Coreia do Norte é provavelmente o mais sério desafio de segurança confrontando o presidente Donald Trump. 

Apesar de ter avisado que "todas as opções estão sobre a mesa", a administração Trump disse na quarta-feira que pretende convencer a Coreia do Norte para acabar com seu programa nuclear por meio de sanções e pressão diplomática, mostrando-se aberto ao diálogo. / REUTERS  

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.