Jeon Jin-hwan/Newsis via AP
Jeon Jin-hwan/Newsis via AP

Coreia do Sul e EUA iniciam manobras navais em momento de tensão na península coreana

Suspeita-se que norte-coreanos realizem dentro dos próximos dias testes de armas para celebrar o aniversário do Partido dos Trabalhadores

O Estado de S.Paulo

10 de outubro de 2016 | 11h42

SEUL - Coreia do Sul e EUA iniciaram nesta segunda-feira, 10, manobras navais em um momento de tensão na península coreana, diante da possibilidade de que o regime da Coreia do Norte realize nos próximos dias testes de armas para comemorar o aniversário de seu partido único, o Partido dos Trabalhadores.

Nestes exercícios, que se entendem como uma exibição de força perante Pyongyang e se realizam simultaneamente nos Mares do Leste e do Oeste (Mar Amarelo e Mar do Japão), participa o Ronald Reagan, porta-aviões americano de propulsão nuclear da classe Nimitz, detalhou o Exército sul-coreano em um comunicado.

"O exercício 'Espírito invencível' pretende mostrar o compromisso dos aliados em responder às incansáveis provocações do Norte e melhorar sua interoperabilidade marítima", explicou o texto.

Além do Ronald Reagan, os aliados devem mobilizar dúzias de navios e submarinos que incluem modelos destróier da classe Ticonderoga, equipado com sistemas de mísseis de cruzeiro Aegis, além de aviões de vigilância marítima P-3 e P-8, helicópteros Apache e caças FA-18C.

O exercício pretende simular o ataque a comandos especiais norte-coreanos integrados por submarinos e aeronaves que estariam tentando se infiltrar em águas da Coreia do Sul. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.