Coreia do Sul mata 8 piratas e liberta barco

Forças especiais da Coreia do Sul tomaram hoje um cargueiro sequestrado no Mar Arábico, resgataram os 21 integrantes da tripulação e mataram oito sequestradores, em uma operação militar audaciosa contra piratas somalis. Outros cinco piratas foram capturados na ação para libertar o barco sul-coreano, sequestrado há uma semana perto da costa africana, informou o governo de Seul.

AE, Agência Estado

21 Janeiro 2011 | 09h00

"Não toleraremos nenhuma conduta que ameace as vidas e a segurança de nossa gente no futuro", afirmou o presidente sul-coreano, Li Myung-bak, em uma declaração na TV. Li disse que agradecia aos países que cooperaram na operação militar, lançada uma semana após os sequestradores se apoderarem do cargueiro e tomarem como reféns oito sul-coreanos, dois indonésios e 11 cidadãos de Mianmar.

As forças sul-coreanas tomaram de assalto o barco antes do amanhecer, em uma ação que deixou oito piratas mortos e cinco presos, disse o tenente-general Li Seong-ho. O capitão do cargueiro foi ferido por um tiro disparado por um pirata e transferido para um hospital, mas não corre risco de vida, segundo o militar. Os outros 20 tripulantes saíram ilesos.

"Esta operação mostra a firme vontade de nosso governo de jamais negociar com piratas", afirmou o militar. As ações contra barcos em poder de piratas ocorrem apenas raramente e em geral são evitadas, pois colocam em risco a vida dos reféns. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Coreia do SulpiratasSomália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.