Coréia do Sul pode voltar a importar carne americana

A Coréia do Sul e os Estados Unidos começaram a negociar nesta segunda, em Seul, o possível reatamento das importações de carne bovina americana, agora suspensas neste país como precaução perante o "mal da vaca louca". Na reunião de dois dias, as delegações devem examinar prazos para o reatamento das vendas de carne de bovino dos EUA à Coréia do Sul, informaram fontes do Governo de Seul à agência Yonhap.No mês passado, as autoridades sul-coreanas deram o sinal verde preliminar à retirada do embargo que pesou sobre a carne procedente dos EUA. Estas importações foram proibidas em dezembro de 2003, depois da confirmação nos Estados Unidos de um caso da doença da "vaca louca" ou encefalopatia espongiforme bovina. Entre os assuntos concretos que serão tratados hoje e amanhã em Seul está a idade do gado americano que produzirá a carne destinada ao mercado sul-coreano.As autoridades sul-coreanas querem que as cabeças de gado sacrificadas não sejam maiores de vinte meses, mas os EUA querem aumentar essa idade para trinta meses, como recomenda a Organização Internacional para a Saúde Animal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.