Coreia do Sul procura turistas chineses

Segundo dados da polícia sul-coreana, parte dos visitantes fugiram do grupo para procurar trabalho no país

AP

18 de outubro de 2010 | 05h01

SEUL - A polícia disse que dezenas de turistas da China, que visitavam um resort numa ilha no sudeste da Coreia do Sul saíram do grupo, possivelmente por estar ilegalmente no país.

Segundo informações da polícia, 1.300 turistas chineses visitaram a Ilha Jeju no domingo e desembarcaram em uma estação ferroviária por algumas horas. Porém, 44 turistas não retornaram à estação após o turismo na ilha.

Além disso, os policiais dizem que 11 chineses podem ter deixado o grupo nesta segunda-feira, 18.

O oficial, Ko Sun-cang, acredita que os chineses estão ilegalmente na ilha para procurar um emprego na Coreia do Sul. Os chineses não precisam de visto para visitar a parte sul-coreana.

Há informações que na Coreia do Sul pode ter cerca de 170 mil trabalhadores estrangeiros ilegais, destes 40% são provenientes da China.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.