Coréia do Sul vai voltar a importar carne bovina dos EUA

O Governo da Coréia do Sul anunciou que vai suspender o embargo sobre as importações de carne bovina procedente dos Estados Unidos, imposto em 2003 para evitar o mal da vaca louca.O Ministério da Agricultura sul-coreano informou nesta sexta-feira que o embargo terminará na próxima segunda-feira, quando o Serviço Nacional de Investigação Veterinária e Quarentena credenciar 36 fábricas e processadoras dos EUA para a exportação de carne bovina para o país.Os primeiros lotes poderão chegar ao território sul-coreano 25 dias depois, em outubro.A Coréia do Sul decretou a proibição de importação da carne bovina americana em dezembro de 2003, quando os EUA registraram o seu primeiro caso de encefalopatia espongiforme bovina, o mal da vaca louca.A disfunção está ligada a um variante humana mortal, a doença de Creutzfeldt-Jakob.Seul só vai permitir a importação de cabeças de gado com menos de 30 meses, depois de retiradas as partes com maior risco de infecção, como os ossos e órgãos internos.Antes do embargo, as importações de carne dos Estados Unidos representavam dois terços das compras sul-coreanas do produto, num total de US$ 850 milhões anuais.As atuais negociações entre os dois países para assinar um Tratado de Livre-Comércio influíram na suspensão do embargo. O setor agropecuário é um dos pontos mais importantes das conversas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.