Jeon Heon-kyun/ EFE
Jeon Heon-kyun/ EFE

Coreias do Sul e do Norte comprovam eliminação de postos militares de fronteira

Militares verificaram desmantelamentos na Zona Desmilitarizada entre ambos os países; medida é parte de acordo entre Kim Jong-un e Moon Jae-in

O Estado de S.Paulo

12 Dezembro 2018 | 04h35

SEUL - Nesta quarta-feira, 12, soldados da Coreia do Sul e da Coreia do Norte comprovaram a eliminação de postos militares na Zona Desmilitarizada (DMZ) na fronteira entre ambos os países. A informação foi divulgada pelo governo sul-coreano.

“Esta é a primeira vez desde a divisão que militares do Norte e do Sul [...] cruzam pacificamente a linha de demarcação militar”, disse o Ministério da Defesa da Coreia do Sul em comunicado.

A eliminação de 20 postos militares ao longo da fronteira altamente fortificada foi um dos pontos acordados entre o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e o líder norte-coreano Kim Jong-un na cúpula intercoreana realizada em setembro em Pyongyang.

No total, dez postos militares foram demolidos por cada país em novembro. Nesta quarta, representantes do Norte e do Sul atravessaram as fronteiras para verificar os desmantelamentos e retirada de tropas e armas dos locais.

Apesar do nome, a Zona Desmilitarizada é um dos locais mais fortificados do planeta. \ AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.