Coreias fazem primeira reunião em anos

Autoridades da Coreia do Norte e Sul tiveram no domingo a primeira conversa em anos, no âmbito governamental, para se preparar para uma reunião, na próxima quarta-feira, que irá discutir a reabertura de projetos suspensos, como o parque industrial de Kaesong.

AE, Agência Estado

09 Junho 2013 | 12h32

As conversas preparatórias, realizadas no vilarejo fronteiriço de Panmunjom, marcam o primeiro encontro entre os dois governos desde fevereiro de 2011. Panmunjom foi o local escolhido já que sediou a assinatura do acordo do fim da Guerra das Coreias, ocorrida entre 1950 e 1953.

As relações bilaterais haviam sido interrompidas desde que a Coreia do Norte cortou os canais de comunicação com Seul e intensificou as ameaças de guerra contra a Coreia do Sul e Estados Unidos durante os exercícios militares de maio.

Durante as conversas, as autoridades discutiram questões administrativas e técnicas, tais como a agenda do encontro ministerial e o tamanho das delegações, informou o porta-voz do Ministério de Unificação de Seul, responsável pelas questões da Coreia do Norte, Kim Hyung-suk. O programa nuclear da Coreia do Norte não deve entrar em discussão. Nenhuma das partes mencionou o assunto.

Após rejeitar contato com autoridades do Sul por semanas, Pyongyang propôs um diálogo sobre o parque industrial de Kaesong e outras questões na semana passada. A Coreia do Sul respondeu com uma proposta de reunião ministerial em Seul, no próximo dia 12 de junho. Ambas não realizam esse tipo de reunião desde 2007.

Além do complexo de Kaesong, as Coreias irão discutir, na próxima quarta, a reabertura do resort do Monte Kumgang, localizado na Coreia do Norte, mas administrado por uma empresa da Coreia do Sul. O local foi fechado em 2008 após um soldado norte-coreano matar um turista do sul. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Coréia do Nortenuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.