AP Photo/Ahn Young-joon
AP Photo/Ahn Young-joon

Pyongyang e Seul retomam diálogo antes da reunião entre Trump e Kim Jong-un

Nesta sexta-feira, os dois países discutiram os esforços feitos para melhorar os vínculos entre eles; Coreias também concordaram em realizar conversas militares no dia 14, as primeiras do tipo em quase quatro anos

O Estado de S.Paulo

01 Junho 2018 | 03h29
Atualizado 05 Junho 2018 | 17h28

SEUL - Coreia do Norte e Coreia do Sul tiveram nesta sexta-feira, 1.º, uma jornada de conversas de alto nível para discutir os esforços em curso para melhorar os vínculos antes da histórica reunião de cúpula entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un

+ Encontro de interesses na fronteira entre as Coreias

+ Líderes das Coreias do Norte e do Sul começam a tratar de acordo de paz

O encontro estava programado para maio, mas foi suspenso de modo abrupto por Pyongyang em resposta a um exercício militar conjunto entre Washington e Seul. Um dia depois do fim das manobras "Max Thunder" no dia 25 de maio, no entanto, o dirigente norte-coreano teve uma reunião inesperada com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, em Panmunjom, o segundo encontro bilateral após a cúpula histórica de abril. 

+ Trump diz que negociações de paz entre Coreias têm sua 'bênção'

+ Ponto a ponto: as aproximações entre as duas Coreias

"Vamos discutir as formas de implementar de maneira rápida e fluída os acordos alcançados pelos dois líderes", disse o ministro da Unificação sul-coreano, Cho Myoung-gyon. Ele ressaltou que a delegação do país tentará "criar um ambiente positivo para a reunião entre EUA e Coreia do Norte". 

Pyongyang e Seul também concordaram nesta sexta-feira em realizar conversas militares no dia 14, as primeiras deste tipo em quase quatro anos, informou o Ministério da Unificação. Além disso, os dois países concordaram em abrir um escritório de ligação na fronteira "o mais rápido possível" e realizar uma reunião no dia 22 dos seus respectivos representantes da Cruz Vermelha para organizar um encontro das famílias separadas pela Guerra da Coreia.

Washington

As negociações entre EUA e Coreia do Norte estão caminhando na direção certa, disse um enviado americano que lidera as conversas preparatórias com Pyongyang para um possível encontro de cúpula entre os dois países.

“Acreditamos que estamos indo na direção certa na série de consultas em andamento”, afirmou o embaixador dos EUA nas Filipinas, Sung Kim, um veterano diplomata e especialista em Coreia do Norte, ao ministro das Relações Exteriores da Coreia do Sul, Kang Kyung-hwa. / AFP e EFE

Mais conteúdo sobre:
Coreia do Norte [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.