Coronel acusado de violar segurança em Guantánamo

Um coronel do Exército americano foi acusado de violar a segurança do centro de detenção para suspeitos de terrorismo mantido pelos EUA na base de Guantánamo, em Cuba. O coronel Jack Farr é o quarto funcionário acusado de violações de segurança na base. Dois intérpretes de árabe e um capelão muçulmano estão sendo processados por acusações que vão de espionagem a adultério.Farr foi acusado, neste sábado, de ?transportar indevidamente material secreto, sem o invólucro de segurança adequado, por volta do dia 11 de outubro, e prestar informações falsas durante investigação?, segundo comunicado emitido pelo comando militar em Miami.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.