Coronel rebelde desafia Chávez a tirar-lhe o uniforme

O coronel da aeronáutica venezuelana Pedro Soto desafiou nesta quinta-feira o presidente do país, Hugo Chávez, a tirar-lhe o uniforme, em resposta à ordem para que ele passe para a reserva, emitida pelas autoridades militares, como sanção disciplinar devido a seu pedido de renúncia do mandatário."Não aceito essa decisão (...) Que venha Chávez a tirar meu uniforme (...) Declaro-me em aberta desobediência", desafiou Soto diante de jornalistas, depois de ter sido informado da decisão da alta cúpula militar. O coronel Pedro Vicente Soto foi passado à reserva como "sanção disciplinar" por suas ações abertas contra o governo.O comandante-geral da aeronáutica, general Régulo Anselmi, emitiu, nesta quinta-feira, um comunicado oficial no qual recorda que Soto fora submetido a um conselho de investigação após pedir a demissão de Chávez e liderar manifestações contra o mandatário.O comunicado afirma que, concluído o conselho de investigação, determinou-se "que existem suficientes méritos para a aplicação de uma sanção disciplinar" contra Soto prevista nos regulamentos da instituição militar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.