Corpo de chefão do tráfico no México teria sido roubado de funerária

Heriberto Lazcano era líder de cartel de traficantes Zetas e foi morto em confronto com a polícia.

BBC Brasil, BBC

09 de outubro de 2012 | 11h30

O corpo que parece ser de Heriberto Lazcano, líder do cartel de drogas mexicano Zetas, teria sido roubado da funerária por traficantes armados.

A informação foi dada nesta terça-feira por um dos mais importantes jornais mexicanos, o Reforma. Outros diários mexicanos disseram, porém, que o corpo teria sido entregue à família de Lazcano. Ainda não há uma confirmação oficial do paradeiro do corpo e mesmo de sua identidade.

Na segunda-feira à noite, a Marinha mexicana havia anunciado que Lazcano teria sido morto durante um tiroteio no norte do México.

Mas, ainda de acordo com a Marinha, ainda seria preciso realizar exames forenses para confirmar que o homem morto na troca de tiros é de fato Lazcano.

Se confirmada, a morte de Lazcano seria uma vitória para as autoridades do México, país que, desde 2006, vive uma sangrenta guerra envolvendo narcotraficantes e forças de segurança, que já deixou cerca de 60 mil mortos.

Zetas

O cartel Zetas, por ele comandado, foi criado a partir da associações de desertores de uma divisão de elite do Exército americano com traficantes.

O Zetas realizou alguns dos mais violentos massacres que marcaram o confronto entre autoridades e traficantes no México. O cartel ficou conhecido pela brutalidade: foi o primeiro grupo a exibir as cabeças decapitadas de seus rivais.

Lazcano era conhecido como ''El Verdugo'' ou ''O Executor'', por sua brutalidade e suspeita de envolvimento em inúmeras mortes, entre elas a de Francisco Ortiz Franco, editor de um jornal semanal de Tijuana que trazia reportagens regulares sobre o tráfico de drogas.

Ortiz Franco foi morto a tiros em frente aos seus filhos, ao sair de uma clínica médica.

Os Estados Unidos haviam oferecido uma recompensa de US$ 5 milhões (cerca de R$ 10 milhões) e o México oferecera mais US$ 2,3 milhões (4,6 milhões) para obter informações que levassem à captura de Lazcano. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.