Corpo de líder de cartel é roubado no México

O corpo de Heriberto Lazcano, líder do cartel mexicano Los Zetas morto no domingo, foi roubado por homens armados que invadiram uma funerária privada no norte do México. A informação, inicialmente ventilada pela imprensa local, foi confirmada nesta terça-feira pelo procurador do Estado mexicano de Coahuila, Homero Ramos.

AE, Agência Estado

09 de outubro de 2012 | 13h05

Lazcano morreu no domingo em meio a uma troca de tiros com fuzileiros navais mexicanos. Horas depois, na madrugada de segunda-feira, um comando armado invadiu a funerária e levou o corpo de Lazcano e de uma outra pessoa morta no mesmo tiroteio.

A confirmação do roubo do corpo ocorre pouco depois de a Marinha mexicana ter informado que uma análise das impressões digitais mostrou que um dos dois mortos no tiroteio era o líder narcotraficante.

De acordo com a Marinha, as impressões digitais colhidas do corpo do homem morto no tiroteio ocorrido no domingo em Coahuila, no norte do México, foram inseridas em uma base de dados e confirmou-se que ele era o chefão do narcotráfico.

Lazcano era um desertor de uma força de elite do exército mexicano cujas brutais táticas paramilitares marcam uma devastadora guerra entre o governo e cartéis do narcotráfico iniciada há seis anos e que já custou a vida de dezenas de milhares de pessoas.

O cartel Los Zetas foi fundado por Lazcano e outros desertores de uma unidade de elite do exército. A quadrilha é a autora de alguns dos piores massacres, das maiores fugas de prisão e dos mais violentos ataques contra autoridades do México.

Lazcano, também conhecido como "El Verdugo", é suspeito de centenas de assassinatos. Os Zetas ganharam sua fama de brutalidade por exibir publicamente as cabeças decapitadas de seus inimigos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
MéxicoZetaslídermorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.