Corpo de Mandela é velado em Pretória

Primeiro dia da despedida de Madiba começou com cerimônia fechada em sede do governo

O Estado de S. Paulo,

11 de dezembro de 2013 | 08h07

PRETÓRIA - O primeiro dia do velório de Nelson Mandela começou com a chegada do caixão com o corpo do líder anti-apartheid ao Union Buldings, a sede do governo sul-africano, em Pretória, envolto numa bandeira do país. A primeira parte da cerimônia, que ainda não foi aberta ao público, foi destinada a familiares, membros do governo e amigos do ex-presidente.

Veja também:

linkSintonia entre Obama e premiê dinamarquesa causa mal-estar

linkMissa que exaltou caráter conciliador de Mandela aproxima EUA e Cuba

linkEstádio onde ocorreu memorial foi palco de discurso histórico

linkBastidores: no voo presidencial, 8 horas de conversa

linkArtigo: Nelson Mandela, comunista

Entre os presentes ao velório estão a viúva de Mandela, Graça Machel, a ex-mulher Winnie Mandela, o presidente Jacob Zuma, além do ex-presidente Frederik De Klerk, que dividiu com Mandela o Prêmio Nobel da Paz por ter colocado fim ao regime de apartheid, o cantor Bono e o presidente do Zimbábue, Robert Mugabe.

Oito soldados representando diversas divisões do Exército sul-africano carregaram o caixão, que foi escoltado por motociclistas no trajeto de um hospital militar ao Union Buildings. Milhares de sul-africanos já faziam fila para se despedir de Mandela. Celulares e câmeras estão proibidos.

Inconsolável, Graça Machel teve de subir as escadas do prédio amparada por Zuma. O velório fechado deve durar por cerca de uma hora até que seja aberto ao público, que poderá se despedir de Madiba até às 17h, no horário local. Então, o corpo voltará a um hospital militar. O velório terá a duração de três dias. O corpo de Mandela será enterrado no domingo em Qunu, a aldeia onde nasceu, na província do Cabo Oriental. / EFE e AP

Tudo o que sabemos sobre:
Nelson Mandela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.