Corpo de menina desaparecida é encontrado na Argentina

O corpo de Candela Rodríguez, uma menina de 11 anos que estava desaparecida havia nove dias, foi encontrado nesta quarta-feira na Argentina, informaram autoridades locais. Carola Labrador, mãe de Candela, dirigiu-se ao local e identificou o corpo da filha. "Mataram minha filha, meu Deus", gritou a mulher a reconhecer a menina, segundo a mídia argentina.

Agência Estado

31 de agosto de 2011 | 20h17

O corpo da pequena Candela Rodríguez foi achado dentro de uma bolsa em um descampado às margens de uma rodovia em Villa Tesei, a oeste de Buenos Aires. Havia sinais de violência. Candela foi vista com vida pela última vez em 22 de agosto.

Antes da identificação do corpo, o promotor Federico Nieva Woodgate, encarregado da investigação do caso, declarou à emissora de televisão Todo Noticias que o cadáver encontrado "estava sem roupas, tinha o rosto desfigurado e (a criança) havia sido morta há aproximadamente três dias".

O misterioso desaparecimento de Candela mobilizou as forças de segurança da Argentina. A presidente Cristina Kirchner e celebridades dos mundos do espetáculo e dos esportes prontificaram-se a ajudar como fosse preciso para encontrar a criança.

Candela desapareceu em 22 de agosto, quando saiu de suas casa na localidade de Hurlingham, nas proximidades de Buenos Aires. Ela ia se encontrar com amigas e depois com um grupo de escoteiras numa igreja próxima. Ao longo dos últimos dias, a fotografia da menina circulou permanentemente pela redes sociais. Nada mais se soube de Candela até a descoberta de seu corpo, nesta quarta-feira.

As autoridades argentinas ainda não formularam uma tese sólida sobre o motivo do assassinato.

Em toda a Argentina há 210 crianças desaparecidas, segundo o escritório local da organização internacional Missing Children.

Especialistas destacam que as principais causas do desaparecimento de crianças são conflitos familiares, crise de identidade, problemas mentais e sequestro, incluindo redes de tráfico de crianças e pedofilia. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Argentinamenina desaparecida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.