Corpo de Saddam será entregue à família

O corpo do ex-presidente iraquiano Saddam Hussein, executado neste sábado no Iraque, será entregue à sua família, segundo o Conselheiro de Segurança Nacional iraquiano, Mouwafak al-Rubai.Citado pela televisão estatal "al-Iraquiya", Rubai se limitou a ressaltar que "seus parentes poderão receber" o corpo, sem especificar uma data.Raghad Saddam, a filha mais velha do ex-ditador, pediu que seu pai seja enterrado na capital do Iêmen, Sana. Ela vive na Jordânia desde a queda do regime de seu pai, em abril de 2003. Coragem O Conselheiro da Segurança Nacional do Iraque, Mouwafak al-Rubai, que estava presente à execução do ex-presidente iraquiano Saddam Hussein, afirmou que ele "pareceu firme e não teve medo da morte"."Quando se aproximou da forca, ele me olhou e me pediu que não tivesse medo", disse Rubai em declarações à televisão estatal iraquiana "al-Iraquiya".Ele acrescentou que o ex-ditador vestia um traje alaranjado e na mão levava uma cópia do Corão (livro sagrado dos muçulmanos). Seu único pedido foi que o livro "fosse entregue a um homem chamado Bandar".Rubai disse ainda que o ex-ditador foi executado "num local fora da ´zona verde´", onde estão as instalações do Governo iraquiano e as sedes das embaixadas dos Estados Unidos e do Reino Unido.Segundo o Conselheiro, durante a execução estiveram presentes um juiz do Tribunal de Apelação iraquiano, um representante da Promotoria, outro do Governo e "um grupo de testemunhas". "Não havia nenhum americano", garantiu."O mais importante é que acabou um capítulo obscuro na história do Iraque", disse, pedindo aos iraquianos, "sejam sunitas, xiitas ou curdos" que "se unam e esqueçam as suas divergências"."Hoje é um dia novo num novo Iraque. É um grande dia na história de nosso país. Saddam se foi e todos os iraquianos devem olhar para o futuro", defendeu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.