AFP PHOTO / TOSHIFUMI KITAMURA
AFP PHOTO / TOSHIFUMI KITAMURA

Corpo do irmão de Kim Jong-Un é transportado para a Coreia do Norte

Governo da Malásia disse ter liberado três suspeitos do assassinato

O Estado de S.Paulo

31 de março de 2017 | 06h19

PEQUIM – O corpo de Kim Jong-Nam, o irmão do líder norte-coreano Kim Jong-Un, foi repatriado a Pyongyang nesta sexta-feira, 31. A informação foi divulgada pelo governo da China, por onde passou o translado após partir na quinta-feira da Malásia. 

Pouco depois, o governo da Malásia divulgou que três norte-coreanos suspeitos do assassinato foram interrogados e liberados pela polícia para retornar ao país de origem.

Kim Jong-Nam foi morto no dia 13 de fevereiro no aeroporto de Kuala Lumpur, a capital malaia. O caso deu início a uma crise diplomática de um mês. Nove cidadãos da Malásia estavam retidos na Coreia do Norte até esta sexta-feira e, após o acordo para repatriação, foram liberados para voltar a Kuala Lumpur.

O meio-irmão do ditador vivia exilado e tinha rivalidades com a família. Ele foi morto por envenenamento com VX, um agente nervoso de venda proibida, listado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como uma substância de destruição em massa. 

No passaporte do homem atacado, constava o nome Kim Chol. Até hoje, o governo da Coreia do Norte não confirmou que ele era o meio-irmão de Kim Jong-Un. / Informações de agências internacionais

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.