Corpo é encontrado 18 meses após furacão destruir cidade

Enquanto as atenções estavam concentradas em reconstruir casas e vidas destruídas pelo furacão Rita, a ausência de Larry Euglon, de 51 anos, não foi notada. O corpo foi encontrado em baixo da cama, em casa, onde não sofreu danos da tempestade, mas permaneceu por 18 meses envolvido por destroços de duas árvores que ficavam em frente à casa. Vizinhos acreditavam que ele havia deixado o lugar durante a passagem do furacão e ainda não havia tido chance de voltar.Investigadores acreditam que Euglon morreu por causas naturais, mas não podem dizer se aconteceu antes ou depois do furacão.Ele aparentemente estava doente por algum motivo antes da morte e perdeu peso considerável, mas a exata natureza de sua doença ainda é desconhecida.Policiais e bombeiros concentraram-se em casas que foram danificadas. Como a casa de Euglon não sofreu muito danos, não foi checada.Um potencial comprador da propriedade, ao inspecionar o local, encontrou o corpo de Euglon vestido sobre a cama. O interior da casa permaneceu praticamente inalterado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.