AP Photo/Natacha Pisarenko
AP Photo/Natacha Pisarenko

Corpo encontrado na Patagônia argentina é de ativista desaparecido

Reconhecimento de Santiago Maldonado foi feito pela família do ativista em uma perícia autorizada pela Justiça em Buenos Aires

O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2017 | 19h32

O corpo encontrado no Rio Chubut, na Patagônia Argentina, na terça-feira é o do ativista indígena  Santiago Maldonado, desaparecido desde um protesto por terras mapuches em agosto, informou o jornal Clarín.

+Caso de ativista desaparecido paralisa campanha eleitoral argentina

O reconhecimento foi feito pela família do ativista em uma perícia autorizada pela Justiça em Buenos Aires. As tatuagens de Santiago permitiram que ele fosse identificado, segundo seu irmão, Sergio. 

O caso de Santiago Maldonado, com paradeiro desconhecido desde agosto, mobilizou setores da sociedade argentina e rendeu acusações de abuso de autoridade contra a polícia e o governo do presidente Maurício Macri. Sua família acusou a polícia de plantar o corpo no rio, às vésperas da eleição.

O Partido Cambiemos, de Macri, e a Unidad Ciudadana, da ex-presidente Cristina Kirchner, suspenderam atos de campanha nesta semana depois da descoberta do corpo. /AP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.